Hoje em dia existem diversas modalidades de motocross, cada uma com as suas regras e motos específicas. Alguns se concentram mais no aspeto off-road, como o MX1, enquanto outros se concentram mais em pistas de obstáculos, como o MX3. MX ou MotoX.

Dentro do desporto, em geral, ainda existem dois tipos de modalidades, diferenciadas pelos obstáculos na pista, as motos utilizadas e a duração das corridas: motocross e supercross.

A diferença entre as duas – MX1: o que significa a nomenclatura no motocross

Na categoria MX1, as motos são mais pesadas, mais robustas e equipadas com muito mais motorização. Essa diferença de pilotagem torna a modalidade mais perigosa que as demais, já que as motos podem acelerar muito mais rápido.

Trata-se de uma prova com maior tempo e com obstáculos no percurso fechado que são mais naturais, os explorados são desafiados por terrenos acidentados e molhados.

Também há uma variedade de saltos, curvas, retas e costelas (pequenas lombadas), e na linha de chegada há um grande salto chamado Tischplatte (tampo da mesa), um desafio que põe à prova as habilidades dos pilotos.

Esta categoria aceita motocicletas com motor 2 tempos até 250 cc e 4 tempos até 450 cc.

Categoria MX2

mx2

Além disso, as bicicletas em MX2 tendem a ser mais leves, mais maleáveis ​​e fáceis de pilotar. Porém, é uma categoria que exige preparo físico aeróbico do piloto, pois é preciso pedalar no limite o tempo todo e sem levantar a mão.

Também conhecida como SuperCross Lites, a competição é aceite Motocicletas com motor 2 tempos até 125 cc e 4 tempos até 250 cc.

Categoria MX3

Finalmente, a categoria MX3, também conhecida como SuperCross, em que o foco é o show, com circuitos fechados e distâncias mais curtas, com obstáculos artificiais.

Dito isso, no MX3 há um número maior de rampas desenvolvidas por projetistas especializados.

Quando o Supercross surgiu nos EUA, os obstáculos e os percursos ficaram mais parecidos com os dos americanos nos estádios, tornando os saltos e aterragens muito mais estimulantes e agressivos, e ainda mais emocionantes para o público que assistia.

Nesta categoria são admitidas motos com motores 2 tempos até 500 cc e motos com motores 4 tempos até 450 cc.

Regras do Motocross

Antes de tudo, a participação em todas as categorias é limitada a Pilotos titulares, uma licença válida para o ano da competição.

Todas as classes também permitem a participação de pilotos estrangeiros, embora possam concorrer a troféus e prémios, podem entrar como convidados, ou seja, não somam pontos no campeonato.

Cada uma das categorias acima aceita motocicletas com características específicas e são restritas por faixa etária, com provas restritas a crianças de 5 a 12 anos (categorias 50cc e 65cc).
Também existem categorias em que as mulheres podem competir (MXJR, Nacional Pro, MX3) e categorias exclusivas para mulheres (MXF).

O Campeonato Mundial de Motocross, também conhecido como FIM Motocross World Cup, é o mais importante campeonato de motocross a bordo do o mundo, atualmente dividido em duas categorias: MXGP e MX2.

As corridas duram 30 minutos e duas voltas e o campeonato consiste numa série de 18 eventos com duas corridas por classe em cada Rodada.

3.5 / 5. Votos: 13

No votes so far! Be the first to rate this post.

Artigo AnteriorHóquei em Patins
Artigo SeguinteDakar – Uma grande aventura